domingo, outubro 10, 2010

Melodias aos 25 anos da EUC

Já lá vai um quarto de século que Coimbra viu nascer a sua Estudantina Universitária.
Este passado sábado, dia 9 de Outubro, assinalou-se essa efeméride sobre o acto pioneiro que marcou, há 25 anos, o início do denominado "boom" tunante.
Esta data mereceu nota no telejornal da TVI, com direito a uma breve reportagem e intervenção de alguns dos seus actuais elementos (pena que não tivesse sido registado o testemunho de um dos fundadores).

Embora não seja a tuna estudantil mais antiga do país (A UTAD é de 1983, e já existiam as centenárias TUP, TAUC e Tuna do Liceu de Évora), não subsiste qualquer dúvida que à EUC cabe o ónus do novo fulgor que contagiará rapidamente todo o país. Após a fase embrionária do "boom", o fenómeno explodiu definitivamente nos anos 90, muito por força, e fundamentalmente, do seu 1º trabalho discográfico (primeiro em vinil e depois em CD), "Estudantina Passa".

Foram os temas da estudantina cantados por toda a parte, presentes que estevam na esmagadora maioria dos repertórios das tunas que, entretanto, viriam também a formar-se. Se cancioneiro tunante houvesse em Portugal, certamente que os temas do António Vicente (figura incontornável sem a qual a EUC não teria sido a mesma) ocupariam o topo da lista.

25 anos de história, que é também a história recente da tuna estudantil do nosso país.
Muito gratos podemos, pois, estar, aos fundadores e primeiras gerações da EUC que semearam, sem saber, os frutos que hoje ainda se vão colhendo.

Parabéns à instituição EUC e sentida homenagem aos pioneiros a quem cabe todo o mérito da efeméride.

13 comentários:

Anónimo disse...

Gostava de deixar aqui os meus parabéns à EUC, tuna que sempre acompanhei e continuo a acompanhar com todo o interesse, ainda que hoje em dia pertença a uma outra tuna da mesma cidade. Estive na gala que marcou o dia dos 25 anos da EUC e, na minha humilde opinião, continuam a ser os antigos temas da Estudantina que fazem todo o público vibrar. Apesar das divergências que mantenho, essencialmente, com a secção de fado da AAC, não podia deixar de parabenizar a Estudanina Universitária de Coimbra por este marco na sua história riquíssima.
Que continuem a somar anos e boas músicas. Ficamos todos a ganhar com isso.
Adémia,

TMUC

Paulo Martins disse...

Caro Adémia,
Aceito com enorme regozijo os teus votos de ventura. Devolvo-os, sinceramente, porque acredito que no fundo lutas pela nossa Academia. Ao contrário de todas as outras ela é UNA. Nada mais belo do que glosar a grandeza feita de partilhas.
Muito além da faculdade...
Com todo o respeito, meu caro, Coimbra é nossa e há-de ser. Coimbra é Universidade e não faculdade. Coimbra é, seguramente também para ti, toda! Vivida e chorada em conjunto! Dormida e comida, estudada e reprovada em conjunto! Coimbra somos 40.000! ESTUDANTES! Só assim faz sentido.

Um abraço.

Paulão

p.s.-Já lá vão quase 23 anos que entrei para a Estudantina UNIVERSITÁRIA. Não aceito, mas estou na meia-idade.
Não vou enumerar os amigos que mantenho na TMUC, e nunca direi de longe, que as músicas do Zé Carlos, a guitarra do Kiko, a irreverência do Priska, ainda hoje validam a tua Tuna.
Ao contrário da tua opinião, sei, porque vivi, que esta é a geração musicalmente mais brilhante da EUC.
Concordarás que a Gala é para quem persegue desde sempre a Estudantina. Já o Festuna é um espectáculo de Tunas em concurso. A prestação da EUC foi um momento altíssimo e altamente partilhado com o público. Um orgulho para nós, antigos, para Coimbra e a sua Academia.
Gostava que tivesses dito presente no sábado, para aquilatar o que afirmo.

Anónimo disse...

Estive presente na noite de sábado, à semelhança dos últimos 4 anos. Não perco um Festuna se tiver possibilidade de estar presente. E na minha opinião, sincera e humilde, assisti a uma baixa de qualidade das tunas convidadas aliada a uma subida de qualidade da prestação da EUC. Pena que o som do espectáculo, quer na sexta quer no sábado, não estivessem à altura das tunas presentes.
Penso que nenhuma tuna solidamente construída conseguiu sedimentar-se à custa de uma cisão com o seu passado. Tanto a TMUC como a EUC vivem, ainda, em grande parte do trabalho feito nos primórdios da sua criação. Trabalho bem feito e que deve ser valorizado. Como disse, as divergências que mantenho são com a Secção de Fado. Neste momento, enquanto instituição e não, propriamente, na pessoa do seu presidente. Aliás, considero-o uma pessoa bastante valiosa em todos os aspectos. Muito menos tenho algum problema com a EUC, onde também tenho alguns amigos (da geração actual).
Mais uma vez reitero os meus parabéns, esperando que nos próximos tempos possamos assistir à aproximação das tunas da cidade, quer representem a AAC directamente, a Academia toda ou transportem o nome de uma faculdade aliado a isso.
Um abraço,

Adémia (TMUC)

Paulo Martins disse...

Um pequeno esclarecimento.

Como saberão, o FESTUNA inicialmente marcado para o Jardim da Sereia, acabou por se realizar no TAGV devido às condições climatéricas adversas.

O Plano previamente elaborado, em caso de mau tempo, contemplava, como local alternativo, o Pavilhão Centro de Portugal.

O estado do tempo era de tal modo adverso que foram feitos os impossíveis para executar o plano C, ou seja realizar a Gala e o Festival no sítio mais acessivel, o TAGV.

Por imperativos de agendamento do Teatro, a EUC só a ele teve acesso nos 2 dias, a parrtir das 19 horas. Foi fisicamente impossível levar as Tunas, EUC incluída, a realizar o sound check, familiarizarem-se com a Sala, etc.

Tudo foi montado em tempo record, conseguindo-se, ainda assim, realizae um trabalho bastante aceitável ao nível da producção.

Pena foi alguma incompatibilidade de softwere com o material de vídeo residente.
De resto considero que foi um bonito espectáculo de luz e som, que, no TAGV, será sempre um eterno problema.
Se comparado com outros FESTUNAS, outros Festivais, Saraus, etc, no TAGV, açho que foi o melhor som que apanhei.

Fica aqui esta pequena nota.

Abraço

Paulão

p.s. - obrigado J.Pierre pela publicação dos posts. Um abraço e continuação do bom trabalho literário.
Quando sai?
O pessoal está curioso.

As Minhas Aventuras na Tunolândia disse...

Grande Paulão...!!!!!!! Sabes quem daqui te manda um abraço, espero eu! Aliás, um forte e sentido abraço de amizade!! E parabéns pela efeméride, já agora!! Diz coisas!

Abraço!!!

RT

Anónimo disse...

Está explicado, então.
Gostava de dizer que apreciei bastante o facto de, apesar da mudança de local, o espectáculo se ter mantido com entrada livre como inicialmente previsto.
Abraço.
Adémia

Paulo Martins disse...

Caro R.T., é óbvio que sei meu caríssimo e ilustre amigo. Já não falamos faz anos...mas olha, vou estar na Invicta este fim de semana e jantarei com a malta mais entrada da Universitária. Acho que nos poderemos encontrar nos corredores do Coliseu, ou beber um copo em qualquer outro sítio que aches por bem...Seria um prazer!

Aquele abraço!

Porque não o teu irmão bancar um copinho? Ainda agora fez anos...hehehe

WB disse...

Caro Paulo,

Obrigado pela participação e palavras de incentivo.
Quanto à publicação, ela está quase pronta, apenas pendente das revisões gerais e de um outro aspecto de que foram surgindo dados novos e obrigam aos necessários ajustes.
Já faltou mais. Está para breve, descansa.

Forte abraço.

As Minhas Aventuras na Tunolândia disse...

Caro Paulão, lá estarei com todo o gosto - pois prazer será necessáriamente outra coisa... - para trocarmos abraços e conversas em atraso, penalizo-me por tal e pago eu a 1ª rodada!

Forte abraço e até amanhã!

P.S. - Esse gajo que é meu irmão (ehehe) é um "proscrito", pá, deixou-se destas coisas faz tempo....olha, desencaminha-o tú!

P.S.2 - Fiz uma pequena alusão no meu blog ao Vº aniversário, espero que gostes!.

Abraços!

Paulo Martins disse...

Caro R.T., parece que o Coliseu não nos reserva muita privacidade. Apesar de poucos, além de nós terem dito presente.
Fico à espera da nossa conversa.
Soube, faz pouco, pelo Papa, que tereis intenções de fazer a apresentação do livro em Coimbra. Pessoalmente é para mim uma honra e um enorme desafio!
Também para ti, J.Pierre,quero afirmar que me coloco à vossa inteira disposição, para efectivar dentro das possibilidades logisticas, todas as vossas pretensões.
Falo, porque sei, em nome da Estudantina e da Secção de Fado da AAC!
SAUDAÇôES!

Paulão

p.s.- Se acharem por bem, esta "candidatura", que tal uma reunião preparatória, bem regada?

WB disse...

Caro Paulo,

O resto não sei, mas eu pra comezainas estou sempre pronto. hehehehehe.
Obviamente que Coimbra é um ponto incontornável. Teremos de gizar isso.

Abraço

As Minhas Aventuras na Tunolândia disse...

Caro Paulão:

É por demais evidente que há uma série de hotpoint´s que teremos, necessáriamente, de observar. A reunião preparatória é, obviamentem uma imposição que decorre da amizade mútua!

Abraços e...atende o telemóvel, pá!

Paulo Martins disse...

Acho que pelo menos o jantar/almoço está adjudicado. Posteriormente proporei local, data e armas...
Fiquem à espera...para breve!

Abraço,

Paulão